quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Barman "Funkin" - CMS - DRINKS do mês de Agosto 2010



Foi com grande alegria que recebi esta nomeação por parte da Funkin marca de renome Mundial  no da "Cocktelaria", representada em Portugal  pela CMS-DRINKS na pessoa de Cláudio Sousa. É gratificante ver reconhecido o trabalho realizado em prol do "Bartending" e do Associativismo. Venho deste modo partilhar com todos vós. O meu muito obrigado à Funkin pela distinção.

Nome: Francisco Guerreiro                                                            
Local de nascimento: Portimão     
Data de Nascimento: 22/05/1957
Local de trabalho: Yellow Alvor Hotel
Quantos anos tens de carreira? Tenho 36 anos de carreira.
Onde começaste a tua carreira? Comecei a minha carreira em 1972, no Aldeamento Turístico da Prainha, em Alvor, no restaurante bar “O Búzio”.
Qual foi o primeiro cocktail que fizeste? O primeiro cocktail foi o “Portugal Desconhecido”, do grande barman e mestre Manuel Henriques da Silva. Composto por: 4cl de medronho, 2 cl de sumo de limão, 1 cl de xarope de açúcar, preparado no shaker e servido na taça a cocktail. Já nesta altura dava primazia aos produtos regionais, como o medronho, de forma a cativar os clientes.
Qual é o teu cocktail preferido? O meu cocktail preferido é o Negroni, pela sua composição e sabor amargo doce.
Qual é o teu bar preferido? Porque? Actualmente o meu bar preferido é o Innside Caffé, em Carvoeiro-Lagoa, pela atmosfera e ambiente que proporciona aos seus clientes, bem como pela constante procura por parte dos seus bartenders em elaborar as mais variadas composições de bar, aliando a sua preparação ao flair o que propicia momentos agradáveis sem descurar a boa selecção musical.
Barman referência? Recordo com saudade o meu primeiro professor de bar Jorge de Carvalho. Que me incutiu o gosto pelo mundo das bebidas simples ou compostas, pela forma como ministrou o meu primeiro curso de bar, sendo que os seus ensinamentos, claro complementados por outros de grandes barmen portugueses e estrangeiros, contribuíram para a forma como desde 1984 ministro os cursos de bar.
Em que te inspiras para criar um cocktail? Para criar um cocktail em primeiro lugar tomo em consideração o cliente procurando o máximo de informação acerca das tendências do mesmo, em conformidade com o momento e o ambiente procuro elaborar uma bebida que tenha em consideração a força o gosto e o aroma, sem descorar a sua aparência.
Todos nós tivemos uma má experiência com uma bebida! Qual foi a tua? Desde 1977 que não consigo ingerir aguardentes vínicas, a culpa é da aguardente velhíssima Ramos Pinto, foi tão agradável que fiquei a dormir no WC da Jonh’s Disco no Hotel Golfinho em Lagos.
Como vês a carreira de barman em Portugal? Apesar de nos anos 70 o barman ser um elemento fundamental nos hotéis e similares e considerado um relações públicas por excelência para além de preparar bebidas simples ou compostas, o que aconteceu até meados dos anos 80. A determinada altura pela implementação da polivalência e estratégia dos empresários da hotelaria o barman passou a ter menos importância no quadro das unidades hoteleiras. Infelizmente os cursos de bar lentamente deixaram de fazer parte dos cursos das escolas de hotelaria, passando os mesmos a ser de restaurante e bar, o que fez com que a profissão de barman passasse a ter um plano secundário. Apesar de grande esforço de alguns barmen que tentam seguir as tendências do bartending a nível mundial, tais como, cocktail academy, de Paulo Ramos e Cocktail Team de Hugo Silva, denota-se falta de realização de workshops e palestras, os quais poderiam dar oportunidade a uma evolução mais consistente dos barmen portugueses, é de salientar que só com uma organização forte por parMate dos profissionais do sector se pode captar a atenção das grandes marcas de bebidas e assim também em Portugal se voltar a realização de grandes eventos. Concluindo-se que a carreira de barman em Portugal está em ponto morto.
Enquanto cliente o que mais aprecias num barman? O que mais aprecio num barman é a sua simpatia e a forna correcta de atendimento.
Qual é o utensílio de bar, sem o qual não podes trabalhar? O shaker.
Qual é o teu restaurante favorito? Restaurante Campus, devido à elaboração de pratos da gastronomia tradicional.
Bebida para acompanhar para uma refeição? Um bom vinho.
Refeição de sonho? Tenho que descobir.
Filme? O Cocktail
Livro? Manual de Bar – Revisto e actualizado por Francisco Guerreiro
Álbum? Look of Love Diana Krall
Férias? Roma
 Aqui vos deixo duas receitas à base dos produtos "FUNKIN", espero que sejam do vosso inteiro agrado.
Cocktail
Algarve Drop
3 cl de vodka Absolut Citron
2 cl Mixed Berry Funkin
2 cl de Passoa
1cl Xarope Sugar Cane Funkin
Gelo Moído Q.B.
Preparado no shaker ou blender, serve-se em doble cocktail glass, decora-se com lima, amoras e framboesas.
Pink happy day
3 cl Rum Havana Blanco
2 cl Frutos Vermelhos Puré Funkin
1cl Xarope Sugar Cane Funkin
2 Folhas Manjericão
1 Rodela fina de Gengibre
½ Lima
Agua de Castelo
Gelo Moído Q.B.
Preparado no médio Tumbler , muddle & Stir
Pode encontrar o Francisco Guerreiro e sua equipa no Yellow Alvor Hotel de segunda-feira a Domingo das13h00 à 1h00.



http://cms-drinks.com

http://cms-drinks.com/joomla/content/view/61/105/

2 comentários:

Livia Ramos disse...

Deve ficar muito bom. Absolut Citron já é gostosa pura, fico com água na boca de pensar com mais esses ingredientes! ótima receita

Cocktails & Mistura Fina disse...

Sem duvida Livia, senti o mesmo quando criei este "Cocktail" é uma mistura perfeita a Vodka Absolut Citron e o Xarope Funkin...

Saúde!