quarta-feira, 10 de abril de 2019

Luís Lopes, é o novo Chefe de Bar, do Tivoli Lagos Hotel.


Luís Lopes, regressa a Portugal, para abraçar um novo projecto, ser o Chefe de Bar, do Tivoli Lagos Hotel.


Com uma localização privilegiada no coração de Lagos, o Tivoli Lagos, um hotel de 4 estrelas no Algarve, é um reflexo da cultura algarvia desde a decoração de Maria José Salavisa aos caminhos de branco e azul que ligam os quartos, pátios, restaurantes e bar.



Tendo iniciado a sua formação na área de bar, frequentando o Curso de Educação de Formação, na escola Jacinto Correia, em Lagoa, com o formador, José Joaquim Poejo Mendes, mais tarde completando a sua formação, na Escola de Hotelaria e Turismo de Portimão, com o curso de Restaurante, Bar.


Luís Lopes, cedo se destacou pela vontade de adquirir mais conhecimentos, frequentando vários acções de formação e participando em diversos concursos de “cocktails”, o que possibilitou a sua valorização profissional e pessoal.


Em Portugal, entre outras, destaca-se a sua passagem, pelo Bar Cocktail Garden, do Master Luís Anacleto, em Monte Carvoeiro, Algarve.


Luís Lopes à procura de novos desafios, rumou até Terras de Sua Majestade, Inglaterra, escolheu Londres, considerada a capital mundial, na arte do bar, e dos cocktails, para desenvolver a sua actividade profissional nos últimos anos.


Em Londres a sua afirmação não se fez esperar, e teve o privilegio de trabalhar, no The Rivoli Bar At The Ritz, uma das mais prestigiadas unidades hoteleiras, no mundo, onde se fez notar pelas suas qualidades pessoais e profissionais.


Ainda em Londres, trabalhou no prestigiado, Cocktail Bar, Mr Fogg's Residence, no Mayfair, tendo sido reconhecido o seu valor como profissional de bar.



O Cocktails & Mistura Fina, deseja o maior sucesso a Luís Lopes!

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

O eleito do Cocktails & Mistura Fina na Rubrica Com… é João Damiães, Bar Manager, no Restaurante Bar Doca de Santo, em Lisboa.

Por aqui, e, por ali, o Cocktails & Mistura Fina, continua a observar, o que vai acontecendo no mundo da Mixologia, e, outras vertentes do mundo do bar, em Portugal, e, além-fronteiras, enriquecendo os meus conhecimentos, à descoberta de profissionais de Bar, que de uma forma ou outra têm despertado a minha atenção, pela sua criatividade, notas de grande profissionalismo, vontade de partilhar os seus conhecimentos, saberes, acerca do vasto mundo das bebidas simples e compostas “Os Cocktails”.


Estou certo da relevância da divulgação de temas de interesse dos profissionais de bar junto dos seguidores do Cocktails & Mistura Fina, que permitam a valorização pessoal, cultural e profissional dos amantes desta linda profissão, estar atento e sempre que possível divulgar o que de melhor se faz, em Portugal e além-fronteiras, em prol do Bartending e da hospitalidade.

O eleito do Cocktails & Mistura Fina na Rubrica Com… é João Damiães, Bar Manager, no Restaurante Bar Doca de Santo, em Lisboa.

Acompanho o percurso profissional de João Damiães, já á algum tempo, sempre revelou uma enorme vontade, em aumentar os seus conhecimentos pessoais, culturais e profissionais.


João Damiães tem vindo a apostar no progresso da sua carreira, bem como das suas capacidades profissionais, ON JOB. Um amante do mundo do bar, está sempre atento às novas tendências, continuamente disponível para implementar os seus conhecimentos, nas mais diversas vertentes, participando em diversos workshops, palestras, com objectivo de adquirir mais conhecimentos e competências em Portugal ou além-fronteiras.


Apaixonou-se pela profissão quando decidiu ir à aventura para New Jersey, EUA.

João Damiães tem vindo a firmar-se no panorama do bartending em Portugal, colocando o seu profissionalismo, criatividade, em prol de um serviço de excelência, provocando assim, a satisfação dos clientes.


Na diversidade, na informação, na partilha, do que se vai fazendo no mundo do bar e da hospitalidade, o Cocktails & Mistura Fina, continua a dar evidência aos profissionais de bar, que, pelas suas capacidades pessoais e profissionais contribuem para dignificar a profissão.


João Damiães é sem dúvida um privilégio para Cocktails & Mistura Fina ter-te na Rubrica Com…Muito obrigado por aceitares partilhar momentos da tua vida… com os seguidores do Cocktails & Mistura Fina.

João Damiães qual o teu local de trabalho?

O meu local de trabalho é na Doca de Santo, em Lisboa.

Faz uma breve descrição do bar?

Um conceito sustentável por entre sabores tropicais e exóticos, dentro, mas fora da cidade.

João Damiães qual o “tipo de serviço” que oferecem aos vossos clientes?

Serviço descontraído, com alguma etiqueta e copos trabalhados com produtos naturais.

Qual a função que desempenhas? Desde quando?

Chefe de bar, maio, 2018.


João Damiães qual a tua formação a nível de bar?

Não vou aqui apresentar diplomas até porque onde mais aprendi foi sempre no bar, na cozinha e na sala, quem me conhece sabe que sou muito curioso no que diz respeito ao bar e a tudo o que mexe com o mesmo, sempre a fazer alguma pesquisa e/ou a treinar uma técnica… tem muito mais coisas que eu não sei, do que coisas que eu sei.

Como começou gosto pela profissão?

APAIXONEI-ME, e quase prontamente fiz as malas, despedi-me de toda a gente e arranquei num avião para New Jersey, EUA.


João Damiães durante a tua actividade profissional em que outros locais desenvolveste o teu trabalho como bartender?

Tendo em conta os eventos e tudo mais, foram muitos já, vou tentar referir os 5, que gostei particularmente: Opium (Londres), Minibar (Lisboa), Columbus (Faro), Bon vivant (Lagos), Dry Martini (Barcelona).


Qual a tua opinião sobre a profissão de bartender?

Ser bartender é ter uma segunda casa para cuidar, uma segunda família (trabalhar muita hora), onde o modo de vida é criar uma sensação de escape, usando um tipo de gastronomia que muda o clima mais rápido que o tempo! Um ser apaixonado pela arte de bem servir e servir bem, uma ciência que cozinha para o copo, a que se dedica de corpo e alma, numa busca infinita de a aperfeiçoar.

João Damiães qual a importância na tua opinião acerca do “gelo” a utilizar na preparação das bebidas simples ou compostas?

O gelo afecta o sabor, a temperatura e a diluição de qualquer bebida, logo afecta directamente a experiência do nosso cliente e sendo o cliente a quem eu mais quero agradar com a experiência mais gratificante possível, na minha casa é muito importante procurar ter o melhor gelo possível, sempre que possível.


João Damiães podes partilhar alguma criação tua (calda, bitter, etc)?

Tenho todo o gosto em partilhar as preps simples para executar o drink Un Sueño, finalista da BACARDÍ LEGACY 2019 para todos os que quiserem fazer parte deste Legado de impulsionar um cocktail a correr o Mundo e se tornar um Clássico.

Sumo pepino – Triturar (varinha mágica, liquidificadora, etc) e passar no superbag.

Puré de banana – partes iguais banana e água + meia parte calda de açúcar, triturar (varinha mágica, liquidificadora, etc) e passar no coador.

Ex:100gr banana + 100gr água + 50gr calda de açúcar.


Puré de maça assada PT by João Damiães

Método de preparação:

Lavar e retirar caroço as maças (reineta)

Colocar no interior de cada uma, 2 paus de canela

Verter um fio de Mel em espiral sobre cada maça

Assar a 145 graus, 0 ventilação, 0 humidade, por 20 minutos.


Pesar a maça assada e juntar partes iguais agua, triturar com a varinha magica

Ao resultado juntar meia parte açúcar

Em lume médio/brando sempre a mexer gentilmente ate ferver 2x

Passar no coador


Espuma Tropical by João Damiães

Método de preparação:


300gr de puré manga (triturar e passar)

100gr de puré ananás (triturar e passar)

35gr de sumo de limão

35gr de St Germain Elderflower Liqueur


100gr de vodka

300gr de natas

110gr de açúcar branco

Dá-lhe varinha magica



Coar duplamente para o sifão, meter 2 cargas


João Damiães como tem sido a experiência em participar nos concursos de cocktails? Quais? Classificações?

Já fiz algumas finais nacionais e fui duas vezes lá fora, de algumas tenho um troféu e de outras não tenho, mas GANHEI SEMPRE! Ganhei uma experiência, superei desafios, fiz contactos, contribui para o meu crescimento profissional e trago comigo memórias boas e menos boas, mas sempre incríveis. Por isso, com ou sem politicas, aconselho a todos e agradeço às marcas a aposta na iniciativa.


João Damiães o Blogue Cocktails & Mistura Fina sabe que a tua criatividade não tem limites, assim gostava que partilhasses 4 receita de cocktails. Breve história/como criaste o teu cocktail?

Com muito gosto. Muito obrigado pela oportunidade. Aqui fica as minhas propostas. Espero que gostem.

A Bacardí Legacy desafia os Bartenders a criar um drink por entre 6 ingredientes que seja fácil de executar e muito bom de se beber, de modo a se tornar um clássico.

Un Sueño na língua dos bartenders é um Daiquiri de banana e pepino, com o corpo da Pina Colada, mas neste caso usando banana o que lhe confere uma sensação de conforto, e com uma frescura não tão acentuada quanto um Mojito, mas muito mais complexa por entre notas de 130 ervas, plantas e flores, que pega emprestado ao Green Chartreuse.


O espírito, Bacardí Carta Blanca, o sonho de Don Facundo Massó e toda a família Bacardí. Um sonho que pegou fogo, sofreu tremores de terra, e foi até mesmo exilado por entre muitas outras dificuldades, mas ainda assim… aqui está ele, reconhecido como o melhor Rum do Mundo! O sonho Bacardí tornado realidade…


Un Sueño – Finalista BACARDÍ LEGACY 2019

Un Sueño by João Damiães

Ingredientes:

60ml BACARDÍ Carta Blanca
5ml Green Chartreuse
50ml puré de banana
25ml sumo de lima
12,5ml sumo pepino
12,5ml calda de açúcar

Método: Shake c/gelo cubo, coar duplamente

Copo: Coupette

Decoração: Pepino (uma fatia fresca e refrescante que se apresenta ao jeito do artista).


Vadio – Menu Doca de Santo by João Damiães

Ingredientes:

½ malagueta confitada e sal q.b
60ml Vodka
25ml Noilly Prat
50ml Puré Maçã Assada (Reineta c/mel e canela)
35ml sumo limão
12,5ml calda de canela
20ml clara ovo

Método: Shake c/gelo cubo, coar duplamente

Copo: mini-panela c/tampa

Decoração: flor de malagueta desidratada, “half rim” sal de malagueta

O Vadio mal para em casa! É cozinheiro de dia, por isso entra no copo com flor de sal e faz uso ao vermute francês, que marcou presença no primeiro livro de cozinha. E Fadista à noite, dai advém a malagueta confitada com whisky, azeite, tomilho e alecrim. Logo 100% português, certamente por isso o seu corpo incomparável de puré maçã reineta assada com canela e mel.

Nome do mais antigo livro de cozinha: Appicius


Serena – Menu Doca de Santo by João Damiães

Ingredientes:

½ maracujá
60ml Rum (inf.hortelã)
12,5ml Aperol
50ml sumo ananás
25ml sumo lima
25ml puré de coco
12,5ml c. açúcar

Método: Shake c/gelo cubo, coar e adicionar gelo picado

Copo: árvore TIKI

Decoração: cubos de ananás em shrub de amora e topo de hortelã, dentro de cesto de gelo

Não podia faltar no nosso menu um twist à famosa Pina Colada. Sendo a nossa casa uma experiência gastronómica tropical, infusionamos o Rum com hortelã, o que lhe confere uma frescura indescritível, o aperitivo Aperol italiano, o maracujá fresco e o puré de coco caseiro infusionado com baunilha.

Ma Chérie – Mediterranean Inspirations 2018


Ma Chérie by João Damiães

Ingredientes:

2 fatias pepino (1cm) – Macerar!
50ml Gin Mare
50ml puré Ma Chérie (tomate cherry confitado e morango)
35ml sumo limão
12,5ml calda mediterrânea (manjericão, sal e pimenta preta)

Método: Shake c/gelo cubo, coar duplamente

Copo: On the rocks com esfera de gelo

Decoração: telha de queijo parmesão

Um dos desafios nesta competição era criar um pairing para o queijo parmesão, eu sendo um apaixonado por queijo dediquei-me a criar algo e assim nasceu o Ma Chérie, um cocktail que ainda faço nos encontros familiares, adoro isto!


João Damiães como avalias o momento dos profissionais de bar em Portugal?

Em 5 anos foram injectados 150 anos de informação, e está tudo ainda muito confuso, existe mais fome por crescer, que fome por conhecimento, por fazer bem e saber o porquê das coisas, vamos tentar lembrar porquê os cozinheiros sem tornaram Chefs e meter esse mesmo respeito no copo. Se me permite, as minhas 6 prioridades do Bartender que tento passar nas equipas que tenho liderado: 1. Cliente 2. Ticket 3. Estação 4. Preparações 5. Limpeza 6. Descobrir/inventar/estudar/treinar/disfrutar.


João Damiães qual o Bartender em Portugal que destacas e admiras?

Opa esta é difícil, admiro alguns de nós por motivos diferentes, mas vou destacar alguns…

André Margalhau, um exemplo de profissionalismo, que procuro aplicar no meu dia-à-dia.


Nelson de Matos, este meu amigo é o mestre / sensei / professor / doutor / cientista do bar, posso falar com ele horas e horas e horas sem nunca me cansar. Tem tanto para ensinar, e de uma humildade indescritível que só lhe torna ainda mais gigante.


Emanuel Minêz e Paulo Gomes por uma vontade de fazer mais e melhor tão notória que tem contagiado toda indústria em Portugal, pela criatividade, sacrifício e coragem que têm. Por levantarem um legado onde qualquer um de nós seria um sortudo por fazer parte.


Constança Cordeiro, a raposa de alma portuguesa, gentil, amável e genial na arte dos sabores. Como podemos não admirar alguém que teve a coragem de tornar o seu sonho realidade? Fica a sugestão de passarem pela Toca da Raposa, e sintam-se inspirados por uma experiência super gratificante que esta incrível equipa de bar tem vindo a desenvolver.


João Damiães como vês a presença dos bartenders portugueses pelo Mundo?

Eu próprio já fui um deles e talvez volte a ser, cada um é como cada qual, mas quando fora do nosso país temos por norma mais tendência a ser mais focados no sentido profissional. Daquilo que tenho visto em países que visitei e nas redes sociais, muito ORGULHO.


João Damiães qual a tua bebida preferida?

Sabes quando o(a) cliente sorri ou morde o lábio depois daquele primeiro beijo no copo?!! é essa mesmo.

Qual o cocktail que mais gosta de preparar?



De momento, é Un Sueño, porque representa o sonho que todos temos em comum, algo sobre nos tornarmos a melhor versão de nós mesmos, onde com a força de todos nós e a família BacardÍ sendo o espírito desse cocktail que grita em cada gota: acredita em ti, vive e acredita nos teus sonhos! Porque se prestares atenção, tudo o que vês à tua volta, começou por ser o sonho de alguém.


segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

O eleito do Cocktails & Mistura Fina na Rubrica Com… é, Vivaldo Queirós, Bar Manager, no Bovino Steakhouse, na Quinta do Lago, Algarve.


O Cocktails & Mistura Fina, está de regresso, com a Rubrica Com…  para continuar a dar evidência aos profissionais de bar, que, pelas suas capacidades pessoais e profissionais, contribuem para dignificar a profissão de Bartender.


Vou observando o que vai acontecendo no mundo da Mixologia, e, outras vertentes do mundo do bar, em Portugal, e, além-fronteiras, enriquecendo os meus conhecimentos, à descoberta de profissionais de Bar, que de uma forma ou outra têm despertado a minha atenção, pela sua criatividade, notas de grande profissionalismo, vontade de partilhar os seus conhecimentos, saberes, acerca do vasto mundo das bebidas simples e compostas “Os Cocktails”.



Estou certo da relevância da divulgação de temas de interesse dos profissionais de bar junto dos seguidores do Cocktails & Mistura Fina, que permitam a valorização pessoal, cultural e profissional dos amantes desta linda profissão, estar atento e sempre que possível divulgar o que de melhor se faz, em Portugal e além-fronteiras, em prol do Bartending e da hospitalidade.


O eleito do Cocktails & Mistura Fina na Rubrica Com… é Vivaldo Queirós, Bar Manager, no Bovino Steakhouse, na Quinta do Lago, no Algarve.

Acompanho o percurso profissional de Vivaldo Queirós, já à algum tempo, sempre revelou uma enorme vontade em desenvolver os seus conhecimentos pessoais, culturais e profissionais.

Vivaldo Queirós é Formado na Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra, onde frequentou o curso de Restaurante Bar e mais tarde na mais tarde na Escola de Hotelaria e Turismo do Algarve, Faro, onde implementou a sua formação, na área de Gestão Hoteleira – Restauração e Bebidas, é sem duvida um amante do mundo do bar, sempre atento às novas tendências, continuamente disponível para implementar os seus conhecimentos, nas mais diversas vertentes, participando em diversos workshops, palestras, com objectivo de adquirir mais conhecimentos e competências em Portugal ou além-fronteiras.

Com espírito aventureiro, no bom sentido, tive ainda uma experiência, em Terras de Sua Majestade, Londres.


Vivaldo Queirós é sem dúvida um privilégio para Cocktails & Mistura Fina ter-te na Rubrica Com…Muito obrigado por aceitares partilhar momentos da tua vida… com os seguidores do Cocktails & Mistura Fina.


Vivaldo Queirós qual o teu local de trabalho?

O meu local de trabalho é no Bovino Steakhouse, Quinta do Lago.

Faz uma breve discrição do bar?

É um bar pertencente a um restaurante, com uma decoração detalhada. Apesar de cerca de 80% dos nossos clientes serem estrangeiros, procuramos preparar o nosso dia-a-dia para todos os clientes.


Créditos de Ricardo Bernardo

Porque a união faz a força e porque juntos o caminho é mais fácil! Este é o espírito de equipa!


Qual o “tipo de serviço” que oferecem aos vossos clientes?

Focamo-nos muito na cocktelaria de autor, apesar de fazermos qualquer tipo de bebidas. O nosso principal objetivo, é dar ao cliente uma experiência única.


Vivaldo Queirós qual a função que desempenhas?

Atualmente desempenho a função de Bar Manager.




Desde quando?

Desde março, de 2018.


Vivaldo Queirós qual a tua formação a nível do Bar?

Tirei primeiro um curso de Restaurante e Bar, na Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra e mais recentemente um Curso de Gestão de Comidas e Bebidas na Escola de Hotelaria de Faro.


Como começou o gosto pela profissão?

Veio um pouco nos genes de família, tanto o meu pai, como, o meu irmão, sempre estiveram na área, fazendo com que desde cedo, tivesse adquirido o gosto pela profissão.


Vivaldo Queirós, durante a tua actividade profissional em que outros locais desenvolveste o teu trabalho como Bartender?

A minha primeira experiência profissional foi Tivoli Carvoeiro, em 2008, depois de terminar o curso, em Coimbra.


Mais tarde arrisquei uma experiência por Londres, durante dois anos, desde que voltei a Portugal, destaco o Crowne Plaza, em Vilamoura e o Conrad Algarve, dois dos sítios que me permitiram evoluir como bartender e como pessoa.


Vivaldo Queirós qual a tua opinião sobre a profissão de Barman / Barmaid / Bartender?

É uma profissão como poucas, exige muita dedicação, estudo e sacrifício, muitas vezes desvalorizada pelos nossos clientes numa primeira fase, mas que tem vindo a ser reconhecida cada vez mais. No entanto não posso deixar de ressalvar que ser Bartender não é apenas fazer cocktails. É saber receber cada um dos nossos clientes, faze-los sentirem bem-vindos e especiais, e independentemente de quererem um cocktail inovador ou apenas uma cerveja, nunca devemos deixar de os atender com um sorriso honesto e acolhedor.



Como está a ser a evolução na vertente da Mixologia, em Portugal?

Sempre fomos um país que gosta de mostrar que “também sabe fazer”. Apesar de a nível internacional não termos tanta expressão, temos muita qualidade desenvolvida. Penso que estamos num bom caminho, dando cada vez mais importância à qualidade do que ao preço baixo.


Qual a importância na tua opinião acerca do “gelo” a utilizar na preparação das bebidas simples ou compostas / cocktails?

O gelo é sem dúvida fundamental e algo que devemos investir tempo, mas a verdade é que nem todos os bares se podem dar ao luxo de comprar uma boa máquina de gelo, tendo que muitas vezes comprar sacos a fornecedores.


Vivaldo Queirós podes partilhar alguma criação (receita / método de preparação) tua como por exemplo: Bittter, xarope ou outro ingrediente?

A receita que mais tenho feito é um Limoncello caseiro, algo fácil de se fazer, mais natural e mais barato que os que podemos comprar nas garrafeiras.

550ml de vodka infusionada em zests de 4 limões frescos e lavados durante 48 horas
Remover as Zests de limão e adicionar 250ml de xarope de açúcar 3:1, pode-se servir frio, ou usar em cocktails.


Como tem sido a experiência em participar nos Concursos de Cocktails?

A experiência é sempre boa! Mais do que ganhar um prémio, é o convívio que se vives nas mesmas.


Quais? Classificações?

As mais importantes e que destaque foram:



Elit Art of Martini 2016 – Vencedor



Mistura Beirão 2017 – Finalista



Nikka Perfect Serve 2018 - Finalista


Vivaldo Queirós o Blogue Cocktails & Mistura Fina, sabe que a tua criatividade não tem limites, assim gostava que partilhasses 4 receita de "Cocktails", da tua autoria, com os nossos seguidores e amantes dos Cocktails. Breve historia / como criaste o teu cocktail?


Spiced Honour by Vivaldo Queirós

Criado num contexto de usar como ingrediente principal algo português; em parceria com a Licor Beirão, este cocktail foi criado para o evento Berlim Bar Convent 2017, de forma a promover a marca a nível internacional, queria-se um cocktail fresco e fácil de beber. O nome proveio da Ginger beer com um toque fresco e picante. O Beirão D’Honra, que veio assinalar o 100º aniversário do fundador da marca tendo sido uma edição especial lançada nesse mesmo ano.

Spiced Honour by Vivaldo Queirós

Ingredientes:

5 cl Beirão D’Honra
1cl sumo lima
1cl sumo de limão
1cl sumo toranja
2 cl Ginger beer

Método: Próprio Copo

Copo: old fashioned

Decoração: Gelo moído, Rodela de Lima e Topo de Hortelã para dar mais aroma.


Coffee Lovers  by  Vivaldo Queirós

Sendo eu um apaixonado pelo mundo do café, queria recriar um substituto ao clássico Expresso Martini para todos os que não possam beber álcool, seja por motivos de estarem a conduzir, estejam a tomar antibióticos ou mesmo para mulheres grávidas, (com descafeinado como opção). Aproveitando alguns ingredientes de outros cocktails da carta, surgiu então esta receita. Queria-se também que quem o bebesse, não se sentisse de parte, por estar a beber algo sem álcool, por isso a apresentação ser muito semelhante ao clássico Expresso Martini.

Coffee Lovers (sem álcool) by Vivaldo Queirós

Ingredientes:

4cl expresso
4cl sumo toranja
2cl sumo beterraba
2cl puré de morango
1cl xarope de framboesa

Método: Shaker

Copo: Coupette/Taça Martini

Decoração: 1 framboesa em cima da espuma de café.



Travelmaker By Vivaldo Queirós

Um cocktail que teve como inspiração a globalização. Com ingredientes de vários países e continentes, desde a vodka (Rússia), chá mate (Argentina), Luxardo (Itália), limão meyer, adaptado depois para mistura de sumo de limão e tangerina (Nova Zelândia) e Baobab em pó (África). Sabendo que antigamente para dar a volta ao mundo seriam necessários 80 dias, nos dias de hoje, bastam cerca de 16h00 para que o mesmo seja possível. O copo arredondado e a bola de gelo representam ambos o planeta Terra

Travelmaker By Vivaldo Queirós

Ingredientes:

5cl Stoli Elit com infusão Chá Mate
1cl Luxardo Marachino
2cl Sumo Limão
2cl Sumo Tangerina
1cl Xarope de Açúcar
1/8 bsp de pó de baobab

Método: Shaker

Copo old fashioned

Decoração: uma bola de gelo cristalina



Genever Around the World by Vivaldo Queirós

O desafio deste cocktail foi fazer algo sem adicionar um citrino, que fosse percetível o sabor característico da Genebra sem ser algo muito agressivo. Optando pela acidez característica do famoso Ananás dos Açores, um toque fumado do xarope de ananás, um vermute seco complementado com gotas de Fernet Branca para dar alguma amargura. Desafio foi maior ainda por não ser um apreciador de Genebra no seu estado puro.

Genever Around the World – Copo Old Fashioned

Ingredientes:

5cl Genebra
1cl Vermute Dry
1cl xarope de ananás fumado
5cl sumo natural de ananás dos açores
5 gotas de Fernet Branca

Método: Shaker

Copo: Old Fashioned

Decoração: ½ rodela fina de ananás


Vivaldo Queirós como avalias o momento dos profissionais de bar em Portugal?

Vejo num ponto de vista geral, o interesse em se saber sempre um pouco mais. Vê-se muito grandes grupos de bartender a marcarem presença em eventos de bar e formações o que é bom sinal. Mas ao mesmo tempo, vejo que por vezes o bom atendimento ao cliente fica um pouco esquecido ao se focarem demasiado na bebida que está a ser preparada.


Como vês a presença dos Bartenders Portugueses pelo mundo?

É bom ver bons exemplos se destacarem em diferentes países, é importante o trabalho que fazem, pois são eles que fazem Portugal ser um pouco mais interessante de se conhecer na cultura de bebidas.


Vivaldo Queirós qual a tua bebida preferida?

Não creio ter uma, depende muito do que apetece no momento, mas Whisky, um Rum Escuro ou uma boa Tequila, são sempre bem apetecíveis.


Qual o cocktail que mais gostas de preparar?

Sendo um apaixonado por café, mantenho um Expresso Martini no topo das minhas preferências.

Expresso Martini by Vivaldo Queirós

Ingredientes:

4cl de vodka com infusão de baunilha fresca
2cl de Kahlua
1cl de Frangélico
4cl de café expresso

Método: Shaker

Decoração: 3 grãos de café

Servido numa taça coupette/ Martini


Vivaldo Queirós qual o Bartender em Portugal que destacas e admiras?

Destaco 2, em especial, Jaime Montgomery com que partilhei muito tempo o mesmo balcão. Sendo uma pessoa que para ele nunca nada está bom o suficiente e há sempre espaço para melhorar. Nelson de Matos, pela hospitalidade com que atende cada um dos seus clientes e o seu desejo em garantir que cada um deles, tem uma experiência memorável.